quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

sábado, 12 de novembro de 2011

Livro da Vida


As páginas da vida ,são cheias de surpresas…
Há capítulos de alegrias ,mas também de tristezas,
Há mistérios e fantasias, sofrimentos e decepções …
Por isso, não rasgues páginas,
Não saltes capítulos,
Não te apresses em descobrir os mistérios,
Não percas as esperanças,
Pois muitos são os finais felizes…
E nunca te esqueças do principal:
No livro da vida, o Autor és Tu…

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Nada Como O Tempo




Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.

Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o "alguém" da sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.

O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!

domingo, 23 de outubro de 2011

Vida


Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Faça parte de mim


"Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, vísceras, e falta de ar..."

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Yom Kipur

Significado de Yom Kipur:

Após o pecado do bezerro de ouro, Moshê (Moisés) rezou e, no dia dez de Tishrei, D'us concedeu pleno perdão ao povo judeu.

Yom Kipur é o Dia da Expiação, sobre o qual declara a Torá: "No décimo dia do sétimo mês afligirás tua alma e não trabalharás, pois neste dia, a expiação será feita para te purificar; perante D'us serás purificado de todos teus pecados."

Esclarecendo a natureza de Yom Kipur, o Rambam escreve: "É o dia de arrependimento para todos, para o indivíduo e para a comunidade; é o tempo do perdão para Israel. Por isso todos são obrigados a se arrepender e a confessar os erros em Yom Kipur."

A expiação obtida através de Yom Kipur é muito mais elevada que aquela conseguida através do arrependimento, pois neste dia os judeus e D'us são apenas um. O judeu une-se com D'us para revelar um vínculo intocável pelo pecado, sem obstáculos.

Teshuvá, o retorno do judeu ao bom caminho, não está restrito apenas a Yom Kipur. Há muitas outras épocas que são propícias para que isto ocorra, e na verdade, um judeu pode, e deve, ficar em estado de reflexão, alerta e arrependimento todos os dias do ano. 

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Rosh Hashanah 5772


"Que o Eterno nosso Deus nos conceda um ano de benefícios e doçuras"

Shanah Tovah Umetukah



video

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Vamos aprender um pouquinho sobre: Rosh Hashaná




No 1º dia do mês de Elul, Moisés subiu ao monte Sinai para pedir a D'us as novas Tábuas da Lei. A partir daí, durante 40 dias, o povo fez penitência pelo pecado da idolatria, esperando que Moisés obtivesse o perdão de D'us. Também hoje em dia, recita-se, durante 40 dias, preces especiais para implorar o perdão de D'us. Os dias de mais estrita penitência são os 10 últimos, do 1º ao 10º dia de Tishrei - asseret iemei teshuvá.

Estes dias, em que o 1º é Rosh haShaná e o 10º é Iom Kipur, são considerados Iamim Noraim ("dias temíveis") porque, ao se concluir o ano é necessário fazer um balanço sobre o que foi realizado, submeter-se a um juízo consigo mesmo, e comprometer-se com a teshuvá (retorno, arrependimento).

Selichot (preces penitenciais, literalmente = desculpas), são recitadas durante toda a semana anterior a Rosh haShaná.

Teshuvá - freqüentemente traduzida como arrependimento, na realidade significa retorno. O judaísmo enfatiza que nossa natureza essencial, a centelha divina da alma, é boa. O verdadeiro arrependimento é atingido não por meio da severa auto-condenação, mas pela percepção de que o mais profundo desejo é fazer o bem, retornar ao bem.

Rosh HaShaná

Rosh haShaná significa, literalmente, "cabeça do ano" e se refere à celebração do Ano Novo Judaico, iniciando as grandes festas. Cabeça do ano pois o homem também usa a cabeça (cérebro) para organizar sua vida, suas ações. O ano novo judaico celebra o aniversário da criação do mundo. É época de reavaliação da qualidade de nosso relacionamento com D'us. Quando Moisés intercedeu em favor dos hebreus (por terem cometido idolatria) o povo ouviu ressoar o shofar, que anunciava a presença de D'us. É um espaço temporal que serve para refletir e se comprometer com um plano de ação.

Denominações:

. O conceito de Ano Novo como é hoje, aparece na Mishná: "O começo do calendário, no dia 1ode Tishrei";

. Na Bíblia é o 7º mês e é denominado Iom Teruá (dia do toque do shofar) ou Zicaron Truá(recordação do toque do shofat);

. Na liturgia: Iom Zicaron (dia da recordação) e Iom ha Din (dia do juízo).

Rosh haShaná coicide com o outono (no hemisfério norte) - época em que os judeus iniciavam um novo ano agrícola (bem como os outros povos, no mesmo tempo e espaço).

A essência do ano novo judaico não é uma ocasião para o excesso e o júbilo incontrolado. Entra-se num período de reflexão, de auto-exame e também de recordação. O símbolo principal deste evento é o toque do shofar durante o mussaf. O shofar é como um alarme, que chama à reflexão o piedoso e, à consciência adormecida, o homem desinteressado.

Leis e costumes de Rosh haShaná:

1. Formula-se votos de um feliz ano novo aos próximos. Costuma-se enviar cartões com bênçãos e votos para o ano novo. Exemplos: Shaná Tová U-metuká (um ano bom e doce), Le-shaná Tová Tikatevu (que sejam inscritos para um ano bom).

2. Na véspera de Rosh haShaná as mulheres acendem velas (como na véspera de Shabat) e abençoam (acender vela de Iom Tovalém da brachá Shehe'heianu).

3. Veste-se roupas brancas, representando a pureza da alma.

4. Come-se comidas que representem o bem, a plenitude e a feliz renovação do ano. Um costume antigo é mergulhar um pedaço de chalá, sobre o qual se faz a brachá, não no sal e sim no mel, simbolizando a doçura do ano que vem. Judeus ashkenazimcostumam assar chalot redondas representando o ano redondo (cíclico) e pleno, e judeus sefaradim costumam encher um cesto com frutas e escondê-lo, simbolizando que o ano que vem também é "oculto" e não se sabe o que trará. Há muitos que comem peixes, simbolizando que "nos multipliquemos e frutifiquemos" como peixes, cenoura, como símbolo de realização material ou melância, representando segurança; uma cabeça de peixe, cordeiro ou cabrito - para que "sejamos cabeça e não rabo". Quase todos comem uma maçã no mel (tapuach bedvash) - para um ano bom e doce.

5. Intensifica-se a tefilá (reza) e o estudo da Torá. Também são acrescentados trechos nas rezas, como na Amidá e no Kadish.

6. Depois do serviço da tarde do 1º dia de Rosh haShaná, aproxima-se de um rio ou do mar e pronuncia-se: Mi El Camochá? (Quem é Deus como tu?) e se sacodem as roupas, para simbolizar o desprendimento dos pecados.

7. Se o 1º dia de Rosh haShaná cai num Shabat, cumpre-se esta cerimônia (tashlich) no 2º dia. Ela simbolicamente se refere às palavras do profeta Miquéas, cap.6: "E atirarás para as profundezas do mar todos os teus pecados..." É bom que se tenha peixes na água pois estes nunca fecham os olhos, representando a vigilância constante de D'us. Um motivo deste costume encontra-se no Midrash, que conta a lenda de quando o Patriarca Abraão estava indo sacrificar seu filho Isaac, Satã criou uma poça de água como obstáculo no seu caminho, mas Abraão continuou em frente até que a água atingisse seu pescoço. Então Abraão rezou a D'us e a água desapareceu. Em Rosh haShaná costumamos ir junto à água de um poço, rio ou mar para despertar a misericórdia divina em lembrança do sacrifício de Abraão.

8. Toca-se o shofar no 1º e no 2º dias de Rosh haShaná como mitzvá (ouvir truat shofar). Cada dia devem soar 100 toques divididos em 3 tipos: tekiá, truá e shevarim. De acordo com o costume sefaradi, toca-se 101 toques. O shofar também está associado ao sacrifício de Isaac, que foi salvo por um cordeiro preso em seus chifres, o qual foi sacrificado em seu lugar.

9. Quando Rosh haShaná cai no Shabat não se toca o shofar.

O Shofar

. Primitivo chifre de carneiro.

. É um dos primeiros instrumentos musicais de sopro da humanidade.

. Até hoje se mantém sua forma e uso das notas tradicionais.

. Seu som anuncia o ano novo e convoca ao arrependimento.

. Na antigüidade foi utilizado nos seguintes acontecimentos:


  • Sobre o Sinai, na entrega das Tábuas da Lei;

  • As muralhas de Jericó caíram com seu som;

  • O dia em que Ehud matou milhares em Moab.

  • Em épocas pós-bíblicas o som do shofar foi escutado;

  • Em caso de alarme, incêndio ou inundação;

  • Figurou magicamente na cerimônia para a chuva;

  • Seu som convoca à reflexão e à ação de vincular-se como povo, como nação e como Estado.


(Fontes: Ex30,1-10;Nm29,17;Lv25:9-16,29:34,23:24;Ez40:7;Jr8:1-11).

Tem sido usado de 3 formas diferentes através da História:


  • Antigo Israel (antes do Rei David): uso cotidiano para congregação do povo, marcha, convocações santas.


  • Período do Templo: serviços religiosos.


  • Tempo moderno: só em Rosh haShaná e Iom Kipur: chamado moral. Assim, o shofar até hoje anuncia o Ano Novo e convoca o povo ao arrependimento.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Apaixone-se


Apaixone-se por alguém que te ame, que te espere, que te compreenda mesmo na loucura...
Por alguém que te ajude, que te guie, que seja teu apoio, tua esperança, teu todo...
Apaixone-se por alguém que volte para conversar com você depois de uma briga, depois do desencontro, por alguém que caminhe junto a ti, que seja seu companheiro...
Apaixone-se por alguém que te ame que sinta sua falta e que precise de você...
Não apaixone-se apenas pelo amor!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

segunda-feira, 8 de agosto de 2011


O QUE ACONTECEU NO DIA 9 DO MÊS DE AV?
Em Tishá Be Av, cinco calamidades nacionais ocorreram:

1. No tempo de Moisés, os judeus no deserto aceitaram o relatório difamador dos 12 Espiões, e o decreto de proibição de entrada na Terra de Israel foi emitido. (1312 Antes da Era Comum)

2. O Primeiro Templo foi destruído pelos babilônios, liderados por Nabucodonosol. 100,000 judeus foram sacrificados e milhões foram exilados. (586 Antes da Era Comum)

3. O Segundo Templo foi destruído pelos Romanos, liderados por Titus. Cerca de dois milhões de judeus morreram, e um milhão foram exilados. (70 Era Comum).

4. A revolta de Bar Kochba foi reprimida violentamente pelo Imperador romano Hadrian. A cidade de Betar, a última estadia dos judeus contra os Romanos foi capturada e liquidada. Mais de 100,000 judeus foram sacrificados. (135 Era Comum )

5. A área onde ficava o Templo e o ambiente ao redor deste foram destruídos pelo general romano Turnus Rufus. Jerusalém foi reconstruída como uma cidade pagã renomeada Aelia Capitolina e o acesso aos judeus era proibido.

Outros infortúnios graves ocorreram ao longo da história judaica no dia 9 de Av:

A Inquisição espanhola culminou com a expulsão dos judeus da Espanha em Tishá Be Av, em 1492.
A Primeira Grande Guerra mundial estourou inesperadamente na véspera de Tishá Be Av em 1914, quando a Alemanha declarou guerra contra a Rússia. O ressentimento alemão vindo da guerra preparou o terreno para o Holocausto.
Na véspera de Tishá Be Av, em 1942, a deportação de judeus em massa começou no Gueto de Warsaw a caminho de Treblinka.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Maddi Jane - Just The Way You Are (Bruno Mars)

video

Agradeça todos os dias pela vida


Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Augusto Cury

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Limpeza na Beit - um ato de União






Todos os fins de semana, após o Avodat, os chaverim e as chaverot se juntam para fazer limpeza na Beit (Imbituba-SC) .. #União
Que possamos ser assim sempre não só la na Beit, mas em todos os lugares, com todas as pessoas, o respeito é a base de uma vida tranquila. Dê as outras pessoas o que você gostaria de receber em troca ;)

Fica aí algumas fotos..
Shavua tov!